top of page

Estudo demonstra uso do escore LE 8 como indicador de envelhecimento saudável

Estudo inédito conclui que o escore Life's Essential 8 é útil ao prever a longevidade livre de doenças crônicas



Figura com oito indicadores para o envelhecimento saudável como: alimentação, atividade física, pressão arterial etc.
Os oito principais indicadores a serem observados para a longevidade saudável

O aumento da longevidade livre de doenças crônicas


A média de expectativa de vida tem aumentado substancialmente há algumas décadas, na maioria dos países industrializados; no entanto, o aumento da expectativa de vida não está associado a um bom estado de saúde.

De fato, verifica-se o aumento do número de indivíduos de meia-idade e idosos que vivem mais anos, porém afetados por várias doenças crônicas, tais como diabetes, doenças cardiovasculares (CVD), câncer e demência. Esse é tema do recente estudo Association of Cardiovascular Health With Life Expectancy Free of Cardiovascular Disease, Diabetes, Cancer, and Dementia in UK Adults (JAMA, Feb. 2023)


Conceito de doença cardovascular (CVD) e saúde cardiovascular (CVH)


O conceito de saúde cardiovascular (CVH), diferentemente daquele de doença cardiovascular (CVD), foi proposta pela American Heart Association (AHA) em 2010, sendo composta pelo estilo de vida e métricas biológicas. O algoritmo original para avaliar CVH foi o escore Life’s Simple 7.

Em 2022, a AHA publicou o novo algoritmo para avaliar CVH, o escore Life’s Essential 8 (LE8), com base no feedback do escore LS7 e de novas evidências. O LE8 incorporou a saúde do sono para a definir a CVH.

Estudos recentes têm demonstrado que um nível elevado de CVH não está associado apenas com baixo risco de CVD, mas associado, também, com o baixo risco de outras doenças, tais como diabetes, câncer, demência, assim como todas as causas de mortalidade.



Expectativa de vida livre das doenças


A expectativa de vida, livre das principais doenças crônicas (“health span”), considerando a morbidade e mortalidade, fornece uma estimativa mais consistente para a saúde geral, comparada com outros indicadores, como risco relativo de certas doenças ou mortalidade.

Esse é o primeiro estudo a avaliar a associação entre CVH, definida pelo escore LE8, e expectativa de vida livre das principais doenças crônicas. Além disso, estudos anteriores têm demonstrado que o baixo nível socioeconômico estava associado com a menor expectativa de vida. Tal associação é colocada em dúvida nesse estudo. Isso não está claro, pois o nível elevado de CVH pode aumentar os anos de vida livres de doença.


Objetivos do estudo


O objetivo desse estudo de coorte foi avaliar a associação entre os níveis de CVH, definido pelo escore LE8, e a expectativa de vida livre de CVD, diabetes, câncer e demência em adultos, em larga população no Reino Unido. Além disso, foi investigado a associação da CVH e status socioeconômico, com expectativa de vida livre de doenças crônicas. Participaram do estudo 135.199 adultos (homens e mulheres) no Reino Unido.


Resultados


O nível alto de CVH, definido pelo escore LE 8, foi substancialmente associado maior longevidade, ou expectativa de vida livre das principais doenças crônicas, como as CVD, diabetes, câncer e demência em homens e mulheres.

Homens com níveis moderados ou elevados de CVH viveram em média, respectivamente, 4 a 6,9 anos a mais livres de doenças crônicas, na idade de 50 anos, comparado com homens com baixo nível de CVH. Entre as mulheres, os anos de vida livre de doenças crônicas foram de 6.3 e 9.4 anos, respectivamente, entre escores moderados e elevados de CVH.

Além disso, a expectativa de vida, livre das doenças, foi similar entre os grupos de baixo e alto nível socioeconômicos dentre os participantes.

Juntos, esses resultados indicam que um alto escore de CVH pode não apenas prologar a vida, mas melhorar a qualidade do envelhecimento. Esses achados têm importantes implicações para o envelhecimento saudável, quando sabemos que o aumento da expectativa de vida tem limites.


Status socioeconômico e espectativa de vida livre de doenças crônicas


Além desses resultados, foram realizadas várias análises com indicadores socioeconômicos e CVH em relação a estimativa de expectativa de vida. Vários estudos têm demonstrado que o baixo status socioeconômico estava associado a menor expectativa de vida. Nesse estudo, entretanto, foi demonstrado que, em relação a expectativa de vida livre de doenças devido ao baixo nível socioeconômico, pode ser consideravelmente compensado pelo alto nível de CVH.

Realmente, foi observado que a expectativa de vida livre de doenças aos 50 anos, entre participantes com elevado nível de CVH e baixo status socioeconômico, comparados com aqueles com mesmo nível de CVH e elevado status socioeconômicos eram similares.


Conclusão


Esse estudo de coorte indicou que o nível elevado de CVH, avaliado pelo LE8 escore, é fortemente associado com a expectativa de vida mais longa, especialmente a expectativa de vida livre das principais doenças crônicas em homens e mulheres.

Esses achados sugerem que gestores públicos, profissionais na área de saúde e o público em geral, invistam na saúde da população para promover alto escore de CVH, o qual pode também atenuar as disparidades na saúde associadas com o status socioeconômico.




Comentarios


Destaques

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
    bottom of page